MOGI DAS CRUZES, SUZANO E ITAQUAQUECETUBA ESTÃO ENTRE AS 50 CIDADES BRASILEIRAS COM MAIOR CRIAÇÃO DE VAGAS DE EMPREGO EM 2017

Dados do Ministério do Trabalho divulgados no final de janeiro revelaram que os brasileiros, na contagem geral, perderam mais de 20 mil vagas no mercado trabalho em 2017, número que representa a diferença entre demissões e contratações no período.

Publicado em 22/03/2018

Mesmo com o resultado negativo do país, que fecha o terceiro ano consecutivo com déficit no número de vagas formais de trabalho, as três cidades do Alto Tietê se destacam pelo balanço positivo, com quase 5 mil novos empregos gerados em 2017

Apesar desse cenário, que mostra o aumento do desemprego nos últimos anos, as três maiores cidades da região do Alto Tietê (Mogi das Cruzes, Suzano e Itaquaquecetuba) apresentaram balanço positivo, com a criação de 4.821 novos postos de trabalho com carteira assinada.


Entre as pouco mais de 3 mil cidades brasileiras com balanço positivo, Itaquaquecetuba aparece na 16ª posição, com a criação de 1.911 vagas, Mogi das Cruzes na 23ª, com 1.621, e Suzano na 40ª, com 1.289. Se considerados os números de outras importantes cidades da Grande São Paulo que, ao contrário, aparecem na lista das que mais perderam vagas, o resultado é muito significativo para a análise econômica da região do Alto Tietê.

A capital paulista, por exemplo, fechou quase 15 mil vagas e é a segunda colocada na lista “negativa”, atrás apenas do Rio de Janeiro. Entre as 50 cidades que mais perderam empregos formais, estão Osasco, que fechou mais de 5 mil vagas, Guarulhos, Santos, São José dos Campos, Jundiaí, São Bernardo do Campo, Diadema, Barueri, Guarujá, Itapevi e Barretos.

O presidente do Sincomércio de Mogi das Cruzes e Alto Tietê, Valterli Martinez, comemora o resultado: “todos sabemos que o Brasil passa por um período de crise e que o desemprego crescente é um dos maiores sintomas dessa crise; o resultado positivo no Alto Tietê é bastante expressivo, pois foram criados aqui, apenas nas três cidades relacionadas, cerca de 25% dos postos de trabalho fechados em todo o país.”

Sobre a importância do comércio varejista nesse desempenho, Martinez destaca que “o setor é responsável por quase 40% dos empregos formais na região e sem dúvida o esforço dos empresários do comércio em superar os efeitos da crise vem apresentando bons resultados e deve ser reconhecido, pois os números mostram isso”.

O Sincomércio de Mogi das Cruzes e Alto Tietê representa os empresários do comércio varejista e abrange, além da cidade sede, os municípios de Suzano, Poá, Ferraz de Vasconcelos, Itaquaquecetuba, Guararema, Salesópolis e Biritiba Mirim.

Mais informações pelo telefone 4799 7788 ou pelo e-mail marketing@sincomercio.com.br.